Tag : Transcender

Da Stream para Ordem Paranormal RPG: Transcender

Se o título desse artigo chamou a sua atenção, você, como eu, deve gostar da criação do “Cabeludo“. Contudo, está na hora de desmascarar seus segredos (ou ao menos tentar). Da Stream para Ordem Paranormal RPG é a minha coluna aqui na Jambô, onde vou trazer para as mecânicas do livro as criaturas, eventos e artefatos que vimos apenas nas temporadas transmitidas. Neste artigo, vamos abordar o Transcender!

Mas, antes de continuarmos, se você ainda não assistiu, fica aqui o ALERTA DE SPOILER!Resumindo, em vários episódios ao longo da temporada, os jogadores precisam aumentar sua conexão com as Entidades do Outro Lado para ficarem mais fortes e enfrentarem seus desafios. Essa conexão se dá, principalmente, pelo primeiro ritual criado, o Ritual de Transcender. Não sabe do que eu estou falando? Então clique aqui e conheça: Ordem Paranormal — Calamidade.

O Ritual de Transcender

Antes de qualquer coisa, vamos para uma rápida introdução do que estamos falando!

Segundo o livro Ordem Paranormal RPG, página 110, Transcender é: “Ao atingir certo NEX, você sente um chamado. Respondendo a esse chamado, pode realizar o ritual de Transcender — o primeiro ritual criado — que possibilita conexão completa com o Outro Lado.”

“Ao desenhar o símbolo de Transcender no chão, se posicionar dentro dele e se concentrar, a sua mente se desloca da Realidade e se conecta completamente com o Outro Lado. É como se você fizesse o processo inverso que as entidades fazem para se manifestar na Realidade, mas de forma introspectiva.”

“O processo de transcender leva um tempo imprevisível e varia de situação para situação, podendo levar poucos segundos ou muitas horas.”

“Enquanto isso acontece, como se lembrasse de uma resposta óbvia que estava no fundo de sua mente, você entende completamente o Outro Lado. Porém, ao terminar o processo de Transcender, você esquece tudo mais uma vez, mantendo apenas algumas memórias soltas em seu cérebro.”

“Essas memórias do Conhecimento proibido do Outro Lado devoram parte da Sanidade, pois são lembranças de algo que não faz sentido. Mais do que isso, são lembranças paranormais, pequenos resquícios das entidades que vivem dentro da sua mente. E, assim como as entidades distorcem as regras da Realidade ao atravessarem a Membrana, essas memórias se transformam em manifestações conhecidas como poderes paranormais.”

“Se você não transcende antes do chamado do Outro Lado terminar, perde a oportunidade e precisa atingir um novo NEX para receber o próximo chamado.”

Transcender em Regras

“Em termos de regras, um personagem ‘transcende’ sempre que recebe um poder paranormal. As formas mais comuns para isso são o poder de classe Transcender e a habilidade Versatilidade.”

Perfeito! Agora que já tá claro do que a gente tá falando, vamos pegar todo esse texto e por na prática! Vamos, inclusive, ir além do que o Cabeludo apresenta nas transmissões!

Preparando o ritual de Transcender

Não, não é sobre desenhar o símbolo e tudo mais. Isso já foi falado. Vamos falar sobre como a mestra pode preparar a vinda da cena de um ritual de transcender dentro de sua narrativa.

O poder Transcender pode ser adquirido nos NEX 15%, 30%, 45%, 60%, 75% e 90%. Isso significa que, sempre que a investigadora estiver no NEX anterior a esse, é ideal que o mestre já pense em que momento futuro ele dará a oportunidade e os recursos para que as jogadoras possam realizar o ritual.

Por quê? Porque evoluir de nível e ter a liberdade para escolher e receber suas habilidades e poderes é um mérito do jogador. Não torne a experiência de jogo frustrante proibindo ou travando regras e recompensas que eles conquistaram.

E não se preocupe. Dar essa oportunidade não é “facilitar as coisas para as jogadoras ficarem mais fortes”. Depois desse artigo, você vai ver o transcender com outros olhos!

Métodos de dar acesso ao Transcender

O método mais fácil de dar acesso ao ritual de transcender é permitindo que os investigadores voltem para sua base quando alcançarem esses valores de NEX. Contudo, nem sempre isso é possível. Nesse caso, aqui vão algumas sugestões:

  • Os investigadores se deparam com um ritual pronto ou quase pronto que ocultistas inimigos deixaram para trás;
  • As investigadoras aprendem como fazer o ritual e só precisam de um interlúdio para desenharem o símbolo;
  • Os investigadores contam com a ajuda de um NPC para preparar o ritual entre uma cena de ação e outra.

As Perguntas do Transcender

Beleza! Ritual pronto! O primeiro personagem põe os pés no círculo e busca a introspecção! E agora?

Primeiro! Vamos entender o que significa introspecção: “reflexão que a pessoa faz sobre o que ocorre no seu íntimo, sobre suas experiências etc.”

Agora, vamos entender o que significa a palavra transcender: “elevar-se sobre ou ir além dos limites de; situar-se para lá de.”

No caso de Ordem Paranormal, os “limites de” e o “para lá de” se referem aos “limites do Outro Lado” ou “para lá do Outro Lado.”

Então, ao buscar transcender, o agente da Ordem está em busca de refletir sobre: “Quem eu sou?” ou “O que eu tenho feito?” enquanto espera que meditar sobre essas perguntas e suas respostas o façam cruzar os limites do Outro Lado e, uma vez estando para lá dele, conseguir superar seus próprios limites também.

Preparando as perguntas do Transcender

Para preparar essas perguntas, é essencial que você questione os jogadores com dias de antecedência da sessão de transcender, com qual Entidade (Sangue, Morte, Conhecimento ou Energia) eles pretendem criar afinidade.

Saber disso é essencial para que a mestra possa ter as perguntas em mãos de forma que combinem com o processo de introspecção que a agente busca em seu transcender.

“Mas Miguel, ter essa conversa antecipada com o jogador não seria metagame? Não estragaria a experiência?” A resposta é: Não, desde que você aborde a conversa do jeito certo. Não diga nada como: “A sessão de transcender está chegando, preciso saber com qual Entidade você vai ter mais afinidade e tals…” Apenas chame o jogador de canto e fale: “Eu não posso dizer o motivo. É muito mais importante do que você imagina. É pelo bem do jogo. Eu preciso saber qual Entidade mais se encaixa com sua personagem…” Não dê explicações. Não responda perguntas. Pegue a resposta e agradeça.

Instantes antes das perguntas do Transcender

Antes de começar com as perguntas, primeiro traga as sensações! Você já sabe qual a Entidade do investigador, então tudo o que resta fazer é levá-lo para um local familiar. Um ambiente importante para o personagem. Em seguida, corrompa, perturbe e distorça o local e as pessoas desse ambiente com as alterações que a Entidade faria:

  • Sangue. Traga o cheiro ferroso. Inunde cômodos de sangue. Descreva corpos de pessoas ou animais com partes faltando. Afogue-o no sangue de seus amigos e parentes. Faça-o reviver a morte de suas paixões. Faça-o se ver em fúria e ódio.
  • Morte. Traga o cheiro de necrochorume misturado com formol. Derreta as paredes. Mergulhe-o em Lodo. Faça-o testemunhar o envelhecer de quem ama. Faça-o ver seus próprios ossos e seus dentes caindo enquanto tudo passa sem significado.
  • Conhecimento. Traga o cheiro de livros velhos e traças. Engasgue-o com poeira. Faça-o tossir insetos. Ouvir vozes que esfregam a verdade de suas dores, seus fracassos, suas falhas. Faça-o ver símbolos que só existem para mostrar para o mundo quem ele realmente é enquanto as pessoas que mais ama julgam-no sem piedade.
  • Energia. Traga estática. Cheiro de tomada queimada. Faça-o tremer e vibrar, sem forma e sem vida. Faça-o enfartar e voltar de supetão, com toda a dor que acompanha. Faça-o ver acidentes sem sentido tirando a vida de quem ama. Faça piada de suas dores. Mostre a insignificância de sua mísera existência diante do verdadeiro caos do universo.

Agora você pode começar com as perguntas. A seguir, deixo alguns exemplos de perguntas correspondentes a cada Entidade, lembrando que não tem resposta certa ou errada. É apenas para explorar o personagem.

Sangue

  • “Cuspa para mim! Do que você tem fome!? Diga de uma vez! O que vai satisfazer a sua gula!?”
  • “Não negue as suas paixões! Abrace-as! Envolva-as! Me diga! Quem você mais ama!? Vomite o nome!”
  • “Seu doente obcecado! Você vai morrer e nem vai saber o motivo! O que te carrega nessa jornada louca!? Que obsessão é essa!?”

Morte

  • “Você sabe que o tempo a tudo consome… Qual o significado dessa luta sem sentido para você?”
  • “A morte virá para todos… É um fim inevitável… Até onde você está disposto a ir para lutar contra isso?”
  • “Você está preso em uma espiral de fracassos… Acha que consegue sair disso? Da sua natureza de repetir seus erros?”

Conhecimento

  • “Do que você tem vergonha? O que você reprime quando vê alguém? Qual a verdade sobre você que não quer que ninguém mais saiba?”
  • “Você quer saber, não quer? Tem certeza? Não acha que já sabe o suficiente? Não tem medo da verdade? Por quê?”
  • “Você acha que escancarando a verdade, tudo vai fazer sentido… Acredita mesmo nisso? Que a verdade vos libertará?”

Energia

  • “Você não tem controle sobre nada! É como um imbecil saindo em uma tempestade, pronto para tomar um relâmpago! Você é um imbecil? Quer tomar um relâmpago!?”
  • “Gosta de jogar sua vida fora? Quer apostar o quanto ela vale? O que você apostaria? Vamos! Dê um valor! Quanto sua vida vale!?”
  • “Lógica!? Sentido!? Propósito!? Quem acredita nisso é mais louco do que imagina! Sua vida é caos! Abrace a loucura! O que acha!? O que acha!?”

O Preço do Transcender

Essas perguntas todas já “torturam” bastante o jogador, mas ainda podemos trabalhar um pouquinho com as regras. Lembre-se de que, ao escolher o poder Transcender, também escolhe não receber Sanidade naquele nível.

É um preço mecânico que deve se refletir na interpretação. O investigador está escolhendo abraçar o Outro Lado. Escolhendo jogar com as armas do inimigo. Não receber essa Sanidade é um sacrifício ético e moral.

Esfregue esse sacrifício na cara dele. Transcender é legal, pois dá poderes, mas o poder deve vir com dor! Aqui vão algumas “punições” mecânicas:

  • Sangue. Se escolher um poder ou ritual de Sangue, a personagem sangra pelos olhos, orelhas, pele e perde metade dos Pontos de Vida máximos. Ela irá recuperar 1/5 dos PV máximos perdidos para cada interlúdio que fizer. Esses PV são irrecuperáveis de qualquer outra forma. Foi escolha dela.
  • Morte. Se escolher um poder ou ritual de Sangue, a personagem vomita Lodo até parecer que emitiu os próprios intestinos para fora. Ela se sente terrivelmente fraca e está sob efeito da condição enjoado até terminar 5 interlúdios. É incurável dessa condição de qualquer outra forma. Foi escolha dela.
  • Conhecimento. Se escolher um poder ou ritual de Conhecimento, a personagem fica tomada por sigilos nos olhos e língua, falando palavras sem sentido e vendo coisas onde não existem. Ela está sob efeito da condição esmorecido até terminar 5 interlúdios. É incurável dessa condição de qualquer outra forma. Foi escolha dela.
  • Energia. Se escolher um poder ou ritual de Energia, a personagem emite fumaça, está com várias partes do corpo queimadas e com estática, sentindo uma sobrecarga exaustiva. Ela perde metade dos Pontos de Esforço máximos. Ela irá recuperar 1/5 dos PE máximos perdidos para cada interlúdio que fizer. Esses PE são irrecuperáveis de qualquer outra forma. Foi escolha dela.

Transcender em Equipe

Fazer as coisas como um time sempre é a melhor opção, mas os riscos também são altos. Se dois ou mais agentes quiserem transcender juntos, tem um preço e uma recompensa:

  • Preço. Todos os agentes vão testemunhar as visões, perguntas e respostas dos outros, o que pode revelar segredos doloridos e gerar conflitos irremediáveis.
  • Recompensa. As “punições” descritas em Preço do Transcender se recuperam mais rápido, reduzindo 1 interlúdio necessário para cada agente envolvido.

O Conselho e a Marca

Para encerrar o artigo, sabemos que quem transcende recebe uma marca, se tornando um marcado com afinidade a uma Entidade do Outro Lado.

Quando estiver para encerrar o Transcender, peça para o jogador dar um conselho ao seu próprio agente. Peça para falar em primeira pessoa, como se estivesse aconselhando alguém de verdade.

Em seguida, descreva que o agente tem consciência desse conselho, dessas novas atitudes que ele deveria assumir.

Como recompensa, o agente recebe 1d20 de Transcender. Ele deve escolher uma perícia correspondente ao conselho recebido. Ao fazer um teste dessa perícia, depois de descobrir se passou ou falhou, ele pode escolher gastar esse 1d20 como se fosse um dado a mais em seu atributo.

Só é possível gastar 1d20 de Transcender por cena e todos os d20 gastos retornam ao valor máximo após um interlúdio. A mesma perícia não pode ter mais de 1d20 de Transcender.

O uso desse d20, na interpretação, se reflete na marca se manifestando e usando a Entidade a favor do agente.

Considerações e Despedidas

WOW! Esse ficou gigantesco, heim!? Falar sobre transcender não foi fácil, mas está entregue. Espero que gostem! Um AGRADECIMENTO ESPECIAL para @GuiG215 pela ideia nas redes sociais! Continuem me mandando ideias!

E então, você curtiu a proposta deste artigo? Pretende por em prática em suas missões ou campanhas? Conta pra gente aqui embaixo como foram suas cenas de transcender!

Dito isso, você pode ler mais ganchos de missões de Ordem Paranormal escritas por Diogo Almeida clicando aqui!

Até a próxima!